Como ouço ?

A audição é uma função sensorial que tem um papel primordial na relação entre os seres vivos e o seu ambiente. Em todos os animais terrestres a audição é essencial em numerosos comportamentos: defesa, alimentação,sexualidade,....No Homem, o papel da audição é ainda mais importante: Com o desenvolvimento da linguagem oral, a audição tornou-se imprescindível para as interacções sociais e da comunicação.
Como em todas as outras sensações, a audição é um trabalho de equipa entre um órgão sensorial e porção do cérebro afecta a esse sentido. Na audição, o órgão sensorial é o ouvido, que capta o som o transforma numa mensagem nervosa e o cérebro auditivo que descodifica essa mensagem para que se faça a percepção.

Representação esquemática da equipa órgão sensorial-cérebro

Seis órgãos dos sentidos (e não cinco como se cosiderava no passado) captam as estimulações exteriores. Eles situam-se no olho (visão), no nariz (olfacto), na boca (gosto), na pele (sensibilidade geral) e no ouvido ( cóclea para a audição e vestíbulo para o equilíbrio).

Os princípios de funcionamento são semelhantes: eles captam o estímulo (físico, químico, etc.), codificam-no em mensagens nervosas que são conduzidas ao cérebro por nervos específicos.

No cérebro, diferentes centros (C1, C2, C3) analisam a mensagem e descodificam-na para produzir uma percepção a nível do córtex cerebral

Abaixo apresentam-se dois exemplos: visão e audição.

 Visão

Visão

A retina, localizada na parte posterior do olho, codifica os estimulos luminosos. As mensagens visuais que chegam ao cérebro pelo nervo óptico são muito detalhadas quanto á sua informação (posição do estimulo luminoso, intensidade da luz, cores, ...). No cérebro estas mensagens são processadas e terminam na àrea visual do córtex occipital onde se efectua a percepção.
 
Exemplo: É como um enorme relâmpago que ziguezagueia no céu duma noite de trovoada.

Audição

Audição

O estímulo sonoro é uma vibração (ver capítulo"O que eu ouço") que é codificado na cóclea (ouvido interno auditivo) e transmitido ao cérebro pelo nervo auditivo. No cérebro, grupos de neurónios especializados (núcleos), descodificam a mensagem de forma que, ao chegar ao córtex auditiva, se construa uma percepção tão fiel quanto possível do estímulo original.
 
Exemplo: É como o trovão que sucede o relâmpago que acabamos de ver ... mas que nós só ouvimos alguns segundos mais tarde e nos indica que a trovoada ainda está longe.

Notem que, no cérebro, os centros especializados nas sensações visuais são diferentes dos centros auditivos. Passa-se o mesmo com todas as outras sensações.Assim, é possivel realizar uma verdadeira "cartografia" cerebral das sensações.

Animação ilustrando a cooperação ouvido-cérebro

O som é captado pelo ouvido externo, amplificado pelo ouvido médio e transmitido ao ouvido interno onde a cóclea transforma a vibração sonora em mensagem nervosa. O nervo auditivo conduz esta mensagem codificada (que contém todos os atributos do som original: fraco ou forte, agudo ou grave, breve ou longo, etc.) ao cérebroonde diferentes estruturas se ocupam da descodificação para produzirem uma percepção: eu ouço.

Última atualização: 2016/07/10 18:12